navegar pelo menu
16.7.18

Capitão Fantástico e a quantidade de reflexões que um filme pode oferecer

Capitão Fantástico e a quantidade de reflexões que um filme pode oferecer | neodesvario | resenha | blog | conversa | arte | grafic
Euzinha estava num momento de surto em que meu maior querer era me livrar de tudo, de todos os anseios, da vontade de ir pra a faculdade, da pressão no estudo (que não é para aprendizado mas para servir de calço para outra coisa), da vida social-urbana e me mandar para o mato. Na minha cabeça esse lugar ia me trazer a tão querida paz, o sossego e os momentos comigo mesma que tenho buscado e que são tão difíceis do lado de cá - como tá por aí? dicas?

Falei isso no nosso grupo do Gratitude (<3) e Guttho me recomendou assistir ao filme Capitão Fantástico. Procurei ~nas internet da vida~ (tendeu?) e no dia seguinte já fomos assistir aqui em casa. Aviso: não tem na netflix. Uma blasfêmia, sim.

Comecei a ver o filme e se tornaram as melhores duas horas da semana, pelo menos. Se formos contar as horas gastas com áudio visual, tá entre as melhores, com certeza. Nesse momento tô pensando nas palavras que vou usar a partir de agora. Na minha cabeça só vem maravilhoso e fantástico. Porque descrever acontecimentos cotidianos é fácil mas e sentimentos e sensações? Tá aí o desafio da escrita que quem se propõe a escrever passa.

Capitão Fantástico e a quantidade de reflexões que um filme pode oferecer | neodesvario | resenha | blog | conversa

Comecemos devagar.

O filme se trata de uma família que vive "nos mato", onde eu queria morar, lembra? Três irmãos e três irmãs, o pai e a mãe. Os pais decidiram criar os filhos ali naquele pedaço de terra, criá-los ao seu modo, entende? E nesse quesito vários pontos são propostos. Eles promovem a leitura como educação técnica sobre tudo (todos leem), exercícios físicos, meditação, eles caçam para se alimentar e trabalham todos juntos, do mais novo ao mais velho, dialogam e pergunta feita é pergunta respondida - como numa cena em que um dos mais novos pergunta o que é estupro ao pai e ele, prontamente, lhe responde de modo simples e sem rodeios. E porque não?

Capitão Fantástico e a quantidade de reflexões que um filme pode oferecer | neodesvario | resenha | blog | conversa | gif

A ideia de grupo e comunidade é comum a todos. Em muitas partes vemos eles citando ou falando sobre Marx ou Ttrotsky, ou, até mesmo, Mao Tsé-Tung, além de Benjamin Spock, Platão e tantos outros cientistas/revolucionários. Sabe a parte do diálogo? É a dialética que é empregada ali. A dialética vem do grego dialektiké e significa "arte do diálogo", onde pensamentos a favor e contra algo são propostos e todos chegam a um consenso em busca da verdade. Alguns são bons em filosofia, outros em biologia e outros em física e química. São pessoas, não é mesmo? Cada um com sua particularidade, personalidade e características. 

Pois bem. Por algum motivo eles precisam voltar à cidade e quando isso acontece, vem o choque. Eles nunca socializaram com mais ninguém, não sabem o que é coca-cola - e coisas do tipo - e os ideais que eles conquistaram pela informação na leitura vai totalmente contra esse mundo caótico que a gente vive, mesmo com toda informação que nos rodeia.

Capitão Fantástico e a quantidade de reflexões que um filme pode oferecer | neodesvario | resenha | blog | conversa

A gente vai acompanhando essa família, se apaixonando pelos personagens e desejando aquele pai para gente - pelo menos eu queria. A gente se sente parte dessa família e a gente só quer que ela fique bem. As emoções vêm e a gente só sabe sentir, chorar e sorrir. Não é um filme para todos mas com certeza todos deveriam assistir em algum momento da vida. 

Eu tava tão perdida antes de assistir esse filme. Daí comecei a assistir e já tava certa de tudo na minha vida. Depois fiquei confusa e agora vivo refletindo mas sem dor. Fiquei pensando sobre o que a gente tem vivido, as redes sociais cada vez mais lotadas, a criação de mais redes sociais (vocês viram o IGVT? Fiquei nervosa com aquilo e, pelo blog da Maki, vi que tive uma crise de FOMO junto com a crise de ansiedade que eu já conheço), cada vez mais pessoas falando e sem ouvir, falando sobre tudo mas sem se ligar a nada, pessoas que não enxergam pessoas nas redes virtuais e nem nas físicas, sendo que elas são criadas por essas pessoas... Até falei sobre isso no instagram e conversei com algumas pessoas (vem conversar comigo <3)

Uma coisa que ficou claro, pelo menos para mim, é que o extremismo ideológico nunca será a solução. Em qualquer coisa. Sobre qualquer bandeira. Se você defende uma bandeira acima de qualquer coisa ou pessoa, talvez não seja a melhor forma e nem a mais saudável de se doar a algo. O social é importante. O social é muito importante.

Todos esses pensamentos vieram e eu fico feliz em poder falar que eles vieram sem causar dano mas com um sentimento de ação. Sem angústia, sabe? Eu tenho ficado tão grata a esse filme - e ao Guttho <3 - a cada dia que passa que eu juro que eu vou comprar o DVD - ou blu-ray? não sei a diferença - assim que eu puder. É um filme para se ter na cabeceira.

Capitão Fantástico e a quantidade de reflexões que um filme pode oferecer | neodesvario | resenha | blog | conversa | gif

Enfim, se você tá meio perdido, como todo mundo, vem cá, senta aqui, toma essa pipoquinha e vamo assistir esse filme, sério. Depois me conta o que achou, se mudou algo na sua vida. Eu quero saber, de verdade, não é possível que só eu tenha amado tanto.

.se você já assistiu ao filme, vai entender o motivo dessa música nesse post e vai me dizer o que achou.

10 comentários:

  1. Fiquei morrendo de curiosidade de ver esse filme! É interessante que ele traz o questionamento tão forte sobre todas as ideologias. E se falando em ideologia, se colocando a diálogo, se torna outra forma de pensar :)
    Obrigada pela descoberta <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lari, assiste por favoooor hahhahaha
      Sério, são muitos questionamentos. Não sei se é porque eu já tinha alguns desses questionamentos na minha vida e o filme veio como um presente ou se ele pode realmente atingir todo mundo.

      Fico feliz que tenha gostado e me conta o que achou depois de assistirrr

      Excluir
  2. Nossa eu nunca tinha ouvido falar desse filme, sabe nenhuma palavrinha sobre ele.
    Fiquei muito interessada em assisti-lo, e sim uma blasfemia mesmo não tem na Netflix kkk. Vou procura-lo essa semana ainda !

    Uma chata moderna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana!
      Eu também fiquei nessa e olha que ele foi lançado em 2016, né? Dava para gente ter ouvido algo sobre ele mas infelizmente não aconteceu. Acho que é justamente por ele trazer algumas críticas e questionamentos que a mídia e a sociedade que está no poder não estão interessados. Não mesmo haha assiste e me conta depois o que achou, por favooor

      Excluir
  3. Menina, eu assisti Capitão Fantástico ano passado por indicação de dois amigos que são daquelas pessoas que tem um bom gosto enorme e nunca decepcionam, sabe? Depois assisti de novo na aula de filosofia e me senti tão cativada quando da primeira vez que vi. O filme teve um efeito bem parecido pra você e pra mim; da primeira vez que assisti, eu estava no final de um semestre, super sobrecarregada, me sentindo o ser mais incapaz e burro no quesito intelectualidade, e quando acabei o filme, só conseguia pensar em como tudo está errado. Pra mim Capitão Fantástico foi uma alfinetada na educação e em como ela precisa mais do que enfiar conteúdo na cabeça daqueles que aprendem, mas também questionar e fazer pensar. Como você, eu acho que o extremismo não leva ninguém a nada e isso fica bem claro no filme, quando eles são obrigados a se confrontar com a vida em sociedade e na "cidade grande", mas também acho que nos falta muito do modo de aprender que eles exercem, sabe? Ler, interpretar, não tornar tabu para as crianças aquilo que é real ou natural... Enfim, é realmente uma obra maravilhosa dkjdks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiimm, Ester!!!
      Imagino como ele chegou a você e como também foi bom para você, assim como foi para mim haha
      Nessa coisa de extremismo, fica claro que se isolar não melhora o mundo, não muda as coisas, né? Que a gente precisa dialogar, sim, com as pessoas e principalmente com as crianças, como você disse, não tratar como tabu o que é tão natural para nós, seres humanos, seja doença, sexo, pessoas, filosofia, arte e até mesmo política hahaha

      Obrigada pela troca e pelo comentário, fico muito feliz com essas "conversas" que o virtual proporciona <3

      Excluir
  4. Ahh! Meu coração ficou quentinho quando li esse post! ❤️ Amo quando as pessoas gostam de algo que eu recomendei! *-*
    E o que falar desse filme, né? Simplesmente maravilhoso! Uma pena que é pouco comentado. ): Já faz tanto tempo que eu vi que deu até vontade de assistir de novo. haha
    Espero fazer futuras recomendações tão significativas como essa. ❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah Gutthoooo
      Depois de ler seu comentário também fiquei com vontade de assistir de novo, sabia? haha é muito maravilhosooo

      Tenho certeza que vai fazer, migs <3

      Excluir
  5. Primeiramente muuito obrigado pela a indicação de filme, já tinha ouvido falar, mas seu post foi o ponta pé que precisava para ir assistir ao filme. Estou até agora apaixonada por ele, sabe quando a gente se sente acolhida pelos personagens? Não sei explicar, mas essa sensação que senti.

    Tchauzinho e até logo.

    http://www.meioassimetrica.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa você me deixou muito feliz por me deixar saber que você gostou da dica e ainda ASSISTIU haha
      Tô emocionadinha ><

      Obrigada pelo carinho, eu senti o mesmo pelos personagens, é muito amooooorrr, até logo e seja sempre bem vinda <3

      Excluir

Oi, obrigada por vir e volte mais vezes ♥

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial