navegar pelo menu
7.4.18

Paranoias que governam minha vida (às vezes)

mãos photografy paranoias sentimento

Quem não queria ser um poço de positividade sempre, hein? Eu queria e muito mas nem sempre a gente pode presentear a nossa mente assim, às vezes a energia baixa, a bad chega e as paranoias se instalam. Quando eu tô mal, eu sou só paranoias. Só paranoias! Antes eu lutava muito contra esses dias tristes, o que me deixava ainda mais cansada e frustrada, porque nem sempre é como a gente quer, né?

Vou dividir aqui algumas dessas paranoias que me assombram nos piores dias:
  • Não tô estudando o suficiente
  • Não vou passar no enem
  • Vou passar mais um ano sendo inútil
  • Não aguento mais ser um peso pro meu namorado
  • Preciso ajudar meu namorado
  • Preciso arrumar a casa
  • O problema de tudo é eu não ser organizada
  • Desse jeito não vou aguentar a faculdade
  • Será que vou conseguir esse curso na faculdade?
  • Eu devia ser mais paciente
  • Todo o problema da minha vida é não ser paciente
  • Eu devia aguentar mais
  • Como minha mente pode ser tão frágil?
Depois que percebi o que sempre vinha na minha cabeça nesses dias, eu passei a tentar criar novos enredos com aquilo. Tem ajudado às vezes.

O que vocês fazem quando isso acontece? Dica pra esses dias nunca é demais rs

7 comentários:

  1. Eu acho impressionante como a mente prega peças na gente. As vezes tá tudo bem, mas basta um pensamento ruim para criar uma cadeia de sentimentos negativos e paranoias.
    Quando isso acontece comigo, eu tento observar. Observar como se fosse um carro passando na rua. Eu não vou junto com o carro, apenas vejo ele passando. Os pensamentos são assim, eles vem e vão. Quando consigo observá-los, consigo me perguntar "por que minha mente está pensando isso?" e geralmente volto ao momento presente. Estar no presente é importante.
    Você não tá sozinha nessa <3

    do cristal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma ótima dica, Isadora, já fiz isso mas às vezes não funciona e fico apenas paralisada sem conseguir entender as coisas.
      Uma das coisas que me ajuda é escrever. Colocar as coisas pra fora parece ajuda a organizá-las já que isso precisa acontecer antes de sair, né? rs Muito obrigada pela dica e por dividir com a gente.
      Tamo junta <3

      Excluir
  2. eu sabia me controlar, hoje em dia penso tudo isso e tenho muito aquilo de "o crush não liga pra mim; ele me responde por educação/pena; ele me ignora porque falei besteira, e não porque deve estar ocupado com os problemas dele; se eu falar que gosto dele ele vai fugir de mim"... etc., em outras áreas da vida também. comecei terapia e faço reiki, tento me distrair com atividades que necessitam de foco. mas é muito difícil.

    infelizmente não tenho dicas de como ajudar, mas ler vc e outras pessoas me ajuda muito dependendo do grau de desespero com o qual acordei. sério!

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ouvi falar sobre Reiki um dia desses mas não sabia muito bem o que era, no momento que li seu comentário perguntei ao meu namorado o que era haha parece ser muito interessante, sério!
      Quando eu fico assim fica até difícil me concentrar, sabia? Uma coisa que consigo me concentrar e me trás pro presente é cozinhar. Adoro e recomendo, nem que seja para começar a aprender agora, até uma pipoquinha serve c:

      Fico MUITOOO feliz ao saber que você se sente bem por aqui, nossa, você não tem ideia. Isso já melhora o meu dia <3

      Excluir
  3. eu estou tentando a meditação e o desenho, mas muitas vezes tem sido difícil mesmo :c

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No lugar do desenho eu escrevo, deixo o desenho pra você que manja do assunto haha mas essa coisa de criar ajuda muito, né não? Quero falar sobre isso por aqui...

      Meditação é maravilhoso, tentei dar uma meditadinha ontem, nem sei se consegui mas é tão bom haha
      bejin <3

      Excluir
  4. Hoe, Bruna!

    Olha, embora eu não tenha "aquela" dica infalível debaixo da manga pra te ajudar, gostaria de dizer que 1) você não está sozinha nessa; 2) é mais difícil encontrar um ser humano tão pleno que não sofra com inseguranças e ansiedades como as suas, por isso 3) está tudo bem, flor :)

    O maior monstrinho que tenho batalhado dentro da minha cabeça é me sentir inútil. Faz anos e anos que convivo com ele, mas nunca realmente havia o encarado, apenas chorado de raiva de mim mesma nos momentos em que ele vinha à tona e sofrido com uma mania de arrancar fios de cabelo quando ele estava em "stand by".

    Apesar da mania de arrancar cabelo tenha cessado, minhas aflições transbordaram no ano passado e decidi ir à terapia. Foram algumas sessões, mas já fizeram uma grande diferença na forma que adotei para encarar as minhas paranoias.

    Não é algo que se muda de uma hora para outra e pode ser que, mesmo que esses tópicos listados sejam eventualmente superados, outros os substituam na essência. Por isso, é importante conseguir conversar com alguém abertamente sobre tudo, que esteja disposta a te ouvir sem te julgar e que talvez, com esse olhar de fora, possa te direcionar a perceber as coisas de uma forma diferente para seguir em frente.

    Desculpe, desabafei um pouquinho, hehe :')
    Beijos e muita luz para você, flor! ♥

    ResponderExcluir

Oi, obrigada por vir e volte mais vezes ♥

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial