navegar pelo menu
4.4.18

A Revolução dos Bichos, até o posfácio e os apêndices

a revolução dos bichos, george orwell

Na verdade nem sei como começar esse post porque esse livro tem tantas nuances e eu nem sei falar sobre todas elas direito. Só prometo que não vai ter spoiler, mas preciso dizer logo de cara que você precisa muito ler esse livro, sério. Nossa, sério, mesmo! Sério!

A Revolução dos Bichos é uma espécie de contos de fadas, mas sem fadas. É como uma fábula mesmo. Os animais falam, pensam e emitem opiniões, lembrando que na época não existia nada comparado aos direitos dos animais então é bem mais fantasioso para a época do que para hoje, já que temos a noção, e estudos sobre isso, que eles sentem e provavelmente tem a sociedade deles a seu modo.

Uma dessas opiniões foi a do porco Major, muito respeitado na Granja do Solar do sr. Jones, em que ele reuniu-se com os outros animais e falou das injustiças que os humanos lhes causavam, tratando-os como escravos e sem nenhuma perspectiva de vida. Sem escolhas, com açoites e sem muitos anos vividos.

a revolução dos bichos, george orwell

A partir daí, muitas coisas se desenrolam entre os animais e o sr. Jones. Acho que não posso contar mais sobre a história, porque vale muito a experiência. A leitura é de fácil compreensão, como George Orwell queria, e qualquer pessoa pode ler, até mesmo crianças.

Porém, tem um quesito muito importante sobre o livro que pode mudar totalmente o rumo para o leitor. George Orwell escreveu esse livro em tempos remotos, entre guerras e regimes totalitários, vendo de perto todos os detalhes, inclusive de quem não tinha nada a ver mas mexia os pauzinhos, como a Inglaterra.

a revolução dos bichos, george orwell

Tudo isso pode ser lido no posfácio, escrito por Christopher Hitches, e nos apêndices escritos pelo próprio Orwell, inclusive um que ele escreveu para a edição ucraniana que foi feita para os ucranianos que estavam alojados nos campos de refugiados na Alemanha. Nessa versão ele conta um pouco de sua vida e fala também dos causos que passou com sua esposa, até mesmo sobre sua decisão de ser escritor e das dificuldades que passou. Tudo bem sucinto mas achei bem interessante e estou querendo mais. Aceito uma biografia!

Uma das coisas que mais me chamou atenção é do quanto ele é crítico, onde mesmo que tendo suas ideologias políticas, ele nunca pende para os que também defendem os mesmos ideais apenas por isso, mas sim pela justiça, não importa se ele concorda ou não com o que dizem. Ele cita até uma famosa frase de Voltair "Detesto cada palavra que o senhor diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-las."

O seu criticismo também recai em cima dos britânicos e das atitudes partidárias da época, que estabelecia uma censura institucional. Me lembrou muito o que acontece nos dias de hoje no Brasil, claro que não no mesmo nível, mas sobre o ato de ignorar as coisas perversas que alguns grupos fazem ou dizem, de forma que a população fica de mãos atadas e suas vozes são ignoradas como se fossem baboseiras, quando na verdade lutam contra atentados à democracia e a grupos de minorias.

a revolução dos bichos, george orwell

É um livro fantástico que faz refletir e que me deixou com vontade de ler de novo, linha por linha, agora com uma visão mais crítica e com um olhar mais estudado. Recomendo fortemente a todos e se você não tem o costume de ler posfácios e apêndices, deixa isso para lá agora, sério, tem muita coisa importante nessas últimas páginas...

Se você quiser comprar o livro, é só clicar aqui, assim você ajuda esse espaço querido e quem vos escreve.

5 comentários:

  1. Ah, já li 💗 Já vi a adaptação para o cinema também (antes de ter lido o livro, inclusive), numa aula de História do Ensino Médio, haha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, eu nem sabia que tinha adaptação pro cinema aaaaaa vou procurar haha

      Excluir
  2. Faz uns anos que li Revolução dos Bichos, mas o livro me deixou boquiaberta do começo ao fim, principalmente por levar em consideração a época que foi escrito É mesmo uma obra INCRÍVEL, Orwell é um autor genial. Fiquei, de fato, deslumbrada com essa obra. Acho que até vou reler, haha! Li também 1984, que é igualmente crítico e sensacional, é quase como uma previsão impecável. Caso não tenha lido, te recomendo!

    um beijo
    acid-baby.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me descrevesse lendo haha
      Já li 1984 faz uns anos sim e adorei igual, ele trás muitas reflexões e já tô com vontade de ler de novo, não vou menti ahsuahsu

      Obrigada pelo comentário <3

      Excluir
  3. Olá Bruna
    Eu quero muito ler esse livro, eu vou adicionar ele na TBR de maio ou de junho, já tive alguns spoilers do livro, mas não acho que fará a leitura ser menos prazerosa!
    Beijos <3

    estanteclassica.blogspot.com

    ResponderExcluir

Oi, obrigada por vir e volte mais vezes ♥

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial